A Google gosta de se gabar de seu sistema de filtro de spam, que, segundo a companhia, bloqueia 99,9% do material contém pistas explícitas de serem oriundos de phishing, malwares e outras fontes duvidosas. Agora, a companhia anuncia que sua biblioteca de códigos abertos para aprendizado de máquina TensorFlow vem ajudando a encontrar aquele 0,1% que seus programas ainda não conseguem barrar.

O aprendizado de máquina procura por novos padrões que possam sugerir que um e-mail não é confiável. Os algoritmos treinados dessa maneira levam em consideração um grande número de métricas, desde a formatação de uma mensagem até a hora do dia em que são enviadas. O TensorFlow facilita o gerenciamento desses dados em escala e, por ser público, permite que novas pesquisas da comunidade possam ser integradas rapidamente.

Imagem e Fonte: https://www.tecmundo.com.br/internet/138522-gmail-usa-aprendizado-maquina-bloquear-100-milhoes-spam-dia.htm