O Google anunciou nesta quarta-feira (11) que mais arquivos passarão a ser contabilizados no limite de armazenamento de contas. A principal mudança envolve o Google Fotos, que deixará de oferecer backup ilimitado de imagens e vídeos em alta qualidade. A partir de 1º de junho de 2021, o espaço que eles ocupam passará a ser contado pelo serviço, como acontece com o backup de fotos e vídeos na qualidade original.

Em seu comunicado, a empresa afirmou que a decisão não vai afetar quem fizer o backup de fotos e vídeos em alta qualidade até 1º de junho. Os arquivos enviados dentro do prazo seguirão disponíveis no Google Fotos sem contarem para o limite de armazenamento. Após a data, eles passarão a consumir o espaço oferecido na conta do Google — o plano gratuito oferece 15 GB.

A companhia afirma que a maioria dos usuários deverá continuar usando o Google Fotos por alguns anos antes de precisar recorrer a uma assinatura. “Mais de 80% de vocês ainda devem ser capazes de armazenar mais três anos de memórias com seus 15 GB gratuitos de armazenamento”, destacou.

Para ajudar no planejamento, a empresa oferece uma página com a projeção de por quanto tempo você ainda terá espaço na versão gratuita. Disponível neste link, a estimativa se baseia em seu backup de fotos e vídeos, além de arquivos no Google Drive e conteúdos no Gmail.

Google Docs também vai consumir limite

O Google anunciou ainda que o Google Docs também passará a contar no armazenamento. Os documentos criados com ferramenta começarão a consumir o espaço em 1º de junho de 2021. Como ficou decidido para o Google Fotos, todos os arquivos criados dentro do prazo não serão considerados no limite da conta.

Segundo o Google, mais de 4,3 milhões de GB são enviados diariamente ao Gmail, Drive e Fotos. A empresa afirmou que as mudanças na política de armazenamento são necessárias para fornecer “uma ótima experiência e para acompanhar a demanda crescente”.

Imagem e Fonte: https://tecnoblog.net/383366/google-fotos-vai-remover-backup-ilimitado-de-imagens-e-videos/