Internet das coisas: entenda o que é e como funciona

O que você sabe sobre a Internet das Coisas? Já ouviu falar nesse termo antes? Será que é algo novo? É bem provável que você já tenha tido contato com esse modelo de tecnologia em algum momento durante a sua vida.

Na realidade, a expressão foi criada no ano de 1999 por Kevin Ashton, pesquisador britânico do Massachusetts Institute of Technology (MIT). Sendo assim, é possível perceber que esse conceito não é uma novidade, já existe há mais de 20 anos. Mas o que isso significa na prática? Confira!

O que é Internet das Coisas?

Internet das Coisas, em inglês, Internet of Things (IoT) é uma referência à habilidade de diferentes tipos de objetos conseguirem estabelecer conexão com a internet, desde eletrodomésticos até carros. Portanto, esses itens conseguem coletar e transmitir dados a partir da nuvem.

Atualmente, já é possível encontrar dispositivos IoT sendo utilizados tanto em situações comuns da vida diária como no âmbito profissional. Desse modo, essas ferramentas tecnológicas estão contribuindo para o acontecimento da transformação digital no mundo.

Exemplos de uso no dia a dia

Os recursos desse modelo de tecnologia estão presentes em diversas áreas, dentre essas, confira quatro exemplos:

  • Casa: existem inúmeros aparelhos baseados em IoT, por exemplo, a Smart TV, termostatos, geladeiras e fechaduras inteligentes.
  • Wearable: são equipamentos “vestíveis”, ou seja, acessórios que utilizamos no corpo, como os smartwatches e fones de ouvido.
  • Saúde: a tecnologia ajuda na integração com o prontuário do paciente. Com isso, alterações no estado clínico, como alteração na pressão sanguínea e frequência cardíaca, são rapidamente atualizadas no registro, otimizando o atendimento médico.
  • Agricultura: os sensores IoT ajudam no monitoramento da temperatura, umidade do solo e do ar, ativando automaticamente os sistemas de irrigação, quando necessário.

Como é o funcionamento da IoT?

De maneira resumida, um dispositivo é equipado com determinados mecanismos que possibilitam a conexão com uma rede, podendo ser tanto Wi-Fi como Bluetooth e dados móveis (3G, 4G e 5G).

Mas, desde a sua criação até agora, a IoT sofreu vários progressos e passou a agrupar diferentes funções de outras tecnologias aos seus métodos de funcionamento, entre essas, a Inteligência Artificial (IA).

Desse modo, os objetos conseguem acessar diversas informações armazenadas na nuvem e aprendem com esses dados, já que utilizam os princípios de Machine Learning, ou Aprendizado de Máquina.

Além disso, muitos aparelhos também recorrem ao Processamento de Linguagem Natural (PLN), por isso, conseguem reconhecer a escrita em idioma humano ou um comando de voz e compreender o objetivo da solicitação, agindo em harmonia com o pedido.

Entretanto, vale ressaltar que apesar de a IoT ter ligação com a IA, as duas concepções são distintas, cada uma tem as suas próprias particularidades.

Qual será o impacto do 5G para a Internet das Coisas?

5G é a quinta geração de rede móvel, prevista para começar no Brasil em 2022 e que promete maior velocidade de download e upload, além de possibilitar conexões mais estáveis e seguras. Porém, o que isso significa para a IoT?

Primeiramente, essa infraestrutura vai permitir maior integração entre os dados disponíveis nos objetos. Assim, isso significa que a comunicação entre os dispositivos fixos em um determinado local e os móveis acontecerá de modo mais eficaz, podendo ser explorados mais recursos a partir disso.

Também, a estabilidade do 5G é um fator muito relevante, já que auxilia na atualização de informações em tempo real. Com isso, muitos setores vão se beneficiar, como a saúde e o transporte, existindo a possibilidade de cirurgias remotas e melhora no monitoramento do trânsito.

Em conclusão, os aparelhos IoT já são uma realidade no cotidiano, que incluem desde fones de ouvidos até equipamentos que permitem a automatização de processos em empresas. Por enquanto, ficamos na expectativa de como a evolução da Internet das Coisas ocorrerá ao longo dos próximos anos com a chegada do 5G.

Imagem e Fonte: https://www.tecmundo.com.br/internet/230884-internet-coisas-entenda-funciona.htm